Sobre acessibilidade

Serviços

Notícias Mais Notícias

29/06/2017 - 16:00
O Credcidadão esteve em Marituba, para fazer a entrega de 47 microcréditos para empreendedores cadastrados na linha convencional de crédito

Na manhã desta quinta-feira, 29, o Programa Credcidadão esteve no município de Marituba, para fazer a entrega de 47 microcréditos para empreendedores cadastrados na linha convencional de crédito. Este recurso permite que essas pessoas possam abrir o próprio negócio ou dar continuidade naquilo que já trabalham. 

Com o sonho de melhorar de vida, dona Giduilte Albertina, 60 anos, viu no Credcidadão a oportunidade que precisava para empreender. Dona de um brechó há dois anos, ela diz que este recurso vai lhe ajudar no abastecimento da sua loja. "Com esse empréstimo, vou garantir o abastecimento da loja com mercadorias e aumentar o lucro nas vendas", informou.

Para a cabeleireira de 18 anos, Arielly Natal, também não foi diferente. Esta foi uma oportunidade que veio em boa hora, já que estava sem dinheiro para financiar seus produtos e continuar seu trabalho. "Eu estava sem condições de adquirir os produtos e com esse crédito do Governo, vou poder continuar meu trabalho garantindo as compras para satisfazer a minha clientela e além disso, melhorar a imagem do salão com uma boa reforma", comemorou.

O Credcidadão tem como objetivo incentivar a geração de trabalho e renda entre os microempreendedores com necessidade financeira. Além disso, existe uma equipe técnica capacitada para orientar e preparar um plano de negócios aos interessados. 

A diretora do Credcidadão Tetê Santos sempre reforça aos beneficiados sobre o cuidado que eles devem ter ao abrir ou dar continuidade ao seu negócio. "É importante dizer que eles precisam cuidar dos próprios empreendimentos e que a permanência dessas pessoas como clientes do Credcidadão, só depende delas, pagando as parcelas do empréstimo em dia e obtendo sucesso nas vendas", destacou.

A cerimônia de entrega aconteceu no auditório da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater). O valor do recurso liberado foi de R$ 96 mil. As atividades mais procuradas foram na área de comércio: confecção, cabeleireiro, restaurante, bar, venda de água, etc.

Por Carolina Gantuss